A trajetória de Zico no Japão

A grande trajetória de Zico, quem foi ele afinal?

De fato Zico foi um dos melhores jogadores do Brasil com grandes feitos. Assim foi considerado por alguns o maior batedor de falta do Brasil. Além disso, foi grande ídolo do flamengo. Da mesma forma foi um grande jogador da seleção brasileira.

O grande auge da trajetória de Zico foi no Flamengo. Assim com a grande conquista da Libertadores da América. Inclusive conquistou três campeonatos brasileiros. Assim também foi o que mais fez gol na história do estádio do Maracanã.

Trajetória de Zico no Kashima Antlers

A chegada de Zico no Japão foi um retorno ao futebol. No entanto o futebol japonês ainda estava em ascensão. Assim ele atuou pelo Kashima Antlers entre os anos de 1991 a 1994. Depois disso ele acabou se aposentando do futebol.

Uma coisa interessante sobre Zico no Japão foi que esse interesse pelo jogador veio depois de uma conquista. Isso mesmo, porque o Flamengo foi campeão em 1981 no mundial de clubes. Inclusive sendo considerado o melhor em campo.

De certo que a trajetória de Zico no Japão foi muito boa. Além disso, tanto a passagem dele como de outros jogadores foi marcantes. Porque hoje é considerado que a profissionalização e a popularização são devido a esses jogadores.

Já no ano de 1993 o time de Zico chegou a final contra o Verdy Kawasaki. No entanto acabou perdendo o jogo. Inclusive nesse jogo foi expulso de modo incomum na carreira. Assim por ter reclamado do árbitro e ter cuspido na bola recebeu um cartão vermelho.

Uma coisa interessante é que os gols marcados na partida foram por jogadores incentivados por Zico. Dessa forma o recente campeonato Japonês estava iniciando com o pé direito. Inclusive por ter outro grande brasileiro no time vencedor chamado Bismark.

A trajetória de Zico no Japão o levou a ser um ícone. Mesmo que o jogador não estava em suas melhores condições físicas. Assim sendo não estava mais no auge da carreira. Mesmo assim marcou bonitos gols de falta e também de dentro e fora da área.

É bem verdade que uma dos maiores gols que fez foi exatamente Jogando no time japonês. Inclusive o gol de Zico chamado Gol Escorpião é tido por ele como o mais bonito da carreira.

Aposentadoria do jogador

Certamente sua trajetória no Japão foi promissora marcando inclusive 66 gols em 86 jogos. Entretanto já estava em fim de carreira e marcado por contusões que quase prejudicou sua vida no futebol. Mesmo assim ele superou de tal forma que marcou o Japão até hoje.

Esse grande jogador se aposentou depois da segunda edição da Liga Japonesa. No o seu time ficou em terceiro lugar. Além disso, a trajetória de Zico no Japão não trouxe nenhum título ao jogador. Entretanto foi a mais marcante no país.

O Kashima Antlers reverenciou o jogador de tal forma que fez uma estátua para ele. Assim sendo um reconhecimento pelo carisma do jogador. Da mesma forma por ter também incentivado o futebol no Japão.

Claramente toda essa marcação que o jogador deixou nos corações é vista hoje. Por isso, várias faixas com nome do jogador é exposta em jogos. Além disso, o jogador participou do time desde sua fundação. Ou seja, quando o clube ainda era amador.

Um convite

Ainda num marcante final de carreira Zico foi chamada para um amistoso. Inclusive foi chamado por outro grande jogador, Roberto Dinamite. Assim acabou vestindo pela primeira vez a camisa de seu rival o Vasco da Gama.

Embora a trajetória de Zico no Japão foi boa ele acabou voltando a jogar bola no Brasil. Isso é claro aconteceu um ano depois de deixar os gramados. Entretanto não foi no futebol de campo mas sim no de areia.

Nesse tipo de campeonato foi um dos melhores, inclusive sendo artilheiro. E também ganhou dois títulos em tal modalidade.

Seleção Japonesa

A trajetória de Zico no Japão não parou como jogador de futebol. Porque ele recebeu um chamado para ser técnico da seleção japonesa. Diante disso Zico levou a Seleção do Japão a ser campeão em 2004 da copa da Ásia.

Embora o time não durou muito na Copa das Confederações no ano seguinte quase desclassificou o Brasil.

E aí, gostou da história? Aproveita para ver um pouco mais do nosso conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *